Programa

SÁBADO, 19 novembro 2022

07h00

Saídas Fotográficas “Manteigas: Vale por Natureza” / Experimentação de Equipamento
Necessita inscrição prévia (a disponibilizar em novembro). Esta sessões serão realizadas em parceria com as marcas presentes no festival e permitirão o contacto com o equipamento fotográfico da marca. Nestas sessões o participante não poderá fotografar com outro equipamento.
Serra da Estrela

10h30

Marcas em Palco

Apresentações das diversas marcas com as suas novidades e seus embaixadores. Um espaço de excelência para conhecer o que de melhor estes parceiros têm para oferecer no domínio da fotografia de paisagem.

Auditório Municipal

12h30

Pausa para almoço

15h00

Abertura Oficial do VIII Imaginature: Festival de Fotografia de Paisagem, pelo Presidente da Câmara Municipal de Manteigas, Flávio Massano

Auditório Municipal

15h30

Ciclo de Apresentações

Auditório Municipal

19h10

Paisagem Perfeita

Espaço para Discussão
Moderação de Ricardo Salvo

Auditório Municipal

20h10

Final do 1º Dia

DOMINGO, 20 novembro 2022

10h00

Recepção e Boas-vindas

Auditório Municipal

10h00

Ciclo de Apresentações

Auditório Municipal

12h10

Pausa para almoço

14h30

Ciclo de Apresentações e Masterclass

Auditório Municipal

16h40

Entrega dos Prémios e apresentação das imagens premiadas do XXXVI Concurso de Fotografia de Manteigas, Imaginature 2022 – Fotógrafo de Paisagem do Ano

Auditório Municipal

17h40

Cerimónia de Encerramento

Auditório Municipal

Um tema, diferentes perspectivas

Em 2022, o festival tem como fio condutor o tema “PAISAGEM PERFEITA”.

 

Depois do domínio absoluto da técnica fotográfica e do controlo do seu equipamento, o grande anseio do fotógrafo de paisagem é conseguir a melhor composição de imagem, com o objetivo de tornar impactante o cenário que tem diante de si. Captar o momento, com excelência e beleza, onde a harmonia e a coerência dos elementos personificam a história a contar, é o objetivo de quem está por detrás da câmara. Procurar a melhor luz, o nascer do sol mais mágico, o pôr do sol nunca antes observado, o bosque mais eloquente ou a cascata mais bela. Tudo isto está no imaginário do fotógrafo de paisagem.

 

O perfecionismo é algo intrínseco ao ser humano. Está presente na sua forma de ser e pensar, de atuar perante determinada missão. Quando se fala em processos criativos, o perfecionismo pode ter diferentes e antagónicas interpretações. Cada vez mais, o ser humano tende a ambicionar perfeição em tudo o que executa levando, por vezes, à frustração e desilusão. Seja qual for o propósito, o melhor é sempre procurar o equilíbrio e não deixar que excelência seja confundida com obsessão.

 

O pilar essencial da fotografia de paisagem nunca pode ser a perfeição, nem muito menos o retrato dessa perfeição, pois ela só existe na consciência de cada um de nós. Como dizia Man Ray: “A natureza não cria obras de arte. Somos nós, e a capacidade de interpretação peculiar à mente humana, que as criamos”. O ato de fotografar paisagem deve ser entendido como um longo caminho de captação de momentos de rara e fugaz beleza, num mundo caótico, desordenado e em constante transformação. Um mundo que é imperfeito por natureza.

 

Nesta edição, coloca-se a pergunta: a perfeição está na paisagem ou na imaginação de quem a retrata? É este tema atual, que pede ao fotógrafo de paisagem que, tal como lembrava Man Ray, esqueça a perfeição e fotografe a sua “imaginação, os seus desejos e os seus sonhos”, que o IMAGINATURE pretende abordar na sua oitava edição.

 

Com inúmeras publicações, grupos de discussão, formações e atividades de lazer, a fotografia de paisagem é um dos estilos mais populares. Permite a criação de uma ligação ao meio em que vivemos, ajudando igualmente na sua promoção como destino turístico e na consciencialização da importância da preservação dos territórios e da sua cultura, uma tendência iniciada pelos grandes fotógrafos naturalistas do século passado.

 

Por tudo isto, a fotografia de paisagem tem um papel fundamental no meio que interessa potenciar num festival como o IMAGINATURE.

Através de um leque multifacetado de fotógrafos, mas não só, o Festival apresenta diferentes abordagens à promoção da paisagem e à utilização da fotografia como meio privilegiado na difusão da identidade cultural dos lugares que habitamos e visitamos.

 

Das serras ao mar, da natureza intocada à paisagem das nossas cidades, seja na intimidade da terra que se abre debaixo dos nossos pés à mais grandiosa da sua representação, todas estas abordagens estarão presentes. Prometemos que vai ver a paisagem como nunca a viu, através das emoções e das razões de quem se deixa tocar por ela com uma câmara fotográfica na mão.